Fundação Roberto Marinho e rombo de R$ 13,8 milhões no ministério do turismo

Posted on 12/01/2012

0


Por: Helena Sthephanowitz, especial para a Rede Brasil Atual

A blogosfera divulgou, na primeira semana do ano, uma informação curiosa envolvendo dois personagens do cenário político nacional. De um lado, estão os convênios entre o poder público e organizações não governamentais (ONGs). De outro, uma entidade associada ao maior conglomerado de comunicação do país.
Uma solicitação de informações ao Tribunal de Contas da União (TCU) – aqui – mostra que o Ministério Público Federal investiga as relações da Fundação Roberto Marinho com os desvios de dinheiro público no Ministério Turismo, por meio da Operação Voucher, da Polícia Federal.
O relatório do TCU indica superfaturamento de R$ 13,86 milhões pela ONG da Globo junto à pasta (aqui). E constata, lembram Os Amigos do Presidente Lula, que o contrato tinha como meta treinar 80 mil profissionais ligados ao turismo. Até  a data analisada, apenas cerca de 19.751 são alunos de verdade. O número de estudantes corresponde a apenas 25% da meta.
A diferença indicaria, pelas contas do TCU, superfaturamento de 75%. Se confirmada a trama, isso significaria que a diferença teria sido embolsada indevidamente.

Mais sobre o tema:

Os Amigos do Presidente Lula – Fundação Roberto Marinho é investigada por rombo de até R$ 13,8 milhões no Ministério do Turismo
Fazendo Média – Fundação Roberto Marinho é investigada por verba do turismo
Conversa Afiada – Zé Cardozo investiga Fundação Roberto Marinho

Extraído do portal Rede Brasil Atual – ultima atualização em 12/01/2012

Anúncios