Estudantes latino-americanos fazem mobilização continental pela educação

Posted on 25/11/2011

0


No Chile, mais de 10 mil pessoas deram prosseguimento às reivindicações de maio

Estudantes latino-americanos marcharam nesta quinta-feira (24/11) em mobilizações por todo continente para defender o direito à educação pública e gratuita. O ato contou com a adesão de organizações estudantis e movimentos do Chile, Colômbia, Peru, Argentina, Brasil, México, Equador, Venezuela, Costa Rica, Paraguai, El Salvador, Bolívia, Uruguai, Espanha, França e Alemanha. As manifestações também acontecerão nas redes sociais.

Ao menos 60 pessoas foram detidas.

Efe (24/11/2011)

Estudantes na Colômbia protestam por uma melhor educação em Bogotá
Chile e Colômbia são países que vivem atualmente intensas manifestações estudantis. No Chile, a mobilização por educação pública e gratuita começou há mais de seis meses e desencadeou mobilizações em diversos países da América Latina. Ontem, cerca de 12 mil pessoas participaram dos protestos.

Na Colômbia, estudantes protestam desde o dia 12 de outubro contra a lei de reforma da educação superior. Os estudantes colombianos, que junto com os chilenos organizaram o 24N dizem que o objetivo da marcha vai além da queda da reforma da educação. Para eles, “o objetivo é alcançar uma educação gratuita, de excelência, e a serviço da sociedade a que se deve a universidade”.

Efe (24/11/2011)

Nas ruas desde maio, estudantes chilenos voltaram a se manifestar em Santiago

Em São Paulo, as mobilizações estavam relacionadas às reivindicações dos estudantes da USP (Universidade de São Paulo), pela saída da Polícia Militar do campus da universidade e contra declarações do governador do Estado, Geraldo Alckmin, que sugeriu "uma aula de democracia” aos alunos que ocupavam a reitoria da USP.
No Rio de Janeiro, os estudantes se reuniram na Ocupario, praça da Cinelândia contra a mercantilização da educação.

Outras fotos de manifestações do Jornal da USP e Agência Efe no Brasil, Uruguai, Chile e Colômbia, na ordem.

Extraído do sítio Opera Mundi – ultima atualização em 25/11/2011

Anúncios