Dilma tem aprovação inicial de 73%, diz CNI/Ibope

Posted on 01/04/2011

1


Do Vermelho:

A presidente Dilma Rousseff foi aprovada por 73% dos brasileiros em março deste ano, segundo pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta sexta-feira (1º/4). Apenas 12% dos entrevistados a desaprovaram, enquanto 14% se mostraram indecisos.

A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 23 de março, com 2.002 pessoas em 141 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou menos.
A avaliação positiva do governo Dilma é de 56%, contra 27% que o consideram regular, 5% ruim ou péssimo e outros 11% indecisos. Segundo a CNI/Ibope, a expectativa dos brasileiros em relação ao governo também é positiva — 68% acreditam que a gestão será ótima ou boa.
Em dezembro, antes do início do governo, 62% dos entrevistados esperavam que o governo Dilma fosse positivo. Os que consideram o governo federal regular somam 19%, outros 5% ruim ou péssimo e 10% se mostraram indecisos.
A confiança no governo também é muito alta: 74% confiam na presidente, ante 16% que não confiam. Outros 10% não responderam.
Numa comparação com Lula, 64% do entrevistados consideram a gestão Dilma igual ao governo de seu antecessor. Outros 12% acham o governo Dilma melhor, 13% pior e 11% não responderam ou se mostraram indecisos.
Em relação ao estilo de governar, 40% acham Dilma "um pouco diferente" de Lula, enquanto 39% consideram não haver diferença — num empate técnico. Apenas 14% acham os estilos dos dois presidentes muito diferentes e 6% não responderam.
Temas e áreas
A pesquisa mostra que a avaliação positiva do governo Dilma se reflete em quase todas as suas áreas de atuação. No combate à fome e à pobreza, a avaliação positiva em março somou 61%. Outros 33% desaprovam as ações do Executivo nesse campo e 6% estão indecisos.
O mesmo cenário se repete no combate ao desemprego: 58% avaliam como positivas as ações do governo no setor, contra 35% que desaprovam e 7% de indecisos. Em relação às ações para preservação do meio ambiente, o governo Dilma teve avaliação positiva por 54% dos entrevistados.
O governo teve avaliação negativa dos entrevistados em três setores: segurança pública, saúde e cobrança de impostos. Na área de segurança, 49% dos entrevistados desaprovaram o governo federal, contra 44% que aprovam.
Já na saúde, a avaliação negativa é maior: 53% desaprovam as ações do governo contra 41% que aprovam. Percentual semelhante está na cobrança de impostos: 53% desaprovam as taxações impostas pelo governo, contra 36% favoráveis.
O governo foi bem avaliado nas áreas de educação e combate à inflação. No total, 52% dos entrevistados consideram positivas as ações de Dilma na área de educação, contra 43% que desaprovam. No combate à inflação, 48% aprovam a presidente contra 42% que desaprovam.
Entre os entrevistados, 40% defendem que o combate à inflação deve ser prioritário em relação às demais políticas do governo. Outros 44% defendem que ele tenha prioridade semelhante a outras ações do Executivo e 9% consideram que o tema não deve ser prioritário para o governo.
Em relação à taxa de juros básica da economia imposta pelo Banco Central, houve empate de 43% entre os que aprovam e desaprovam o seu percentual. Outros 14% se mostraram indecisos.
A pesquisa mostra, ainda, que a discussão sobre o salário mínimo e a visita do presidente Barack Obama (Estados Unidos) ao Brasil foram os assuntos mais lembrados pelos brasileiros em março.
Da Redação, com agências

Anúncios