Vitória!!!!

Posted on 09/09/2009

2


Votou-se hoje, na Alerj, um substitutivo ao projeto Nova Escola do governo que mantém a diferença entre os níveis em 12%. Leia abaixo o informativo do SEPE:

Pressão da rede estadual força governo a negociar e colocar substitutivo ao PDL 2474 em votação

A mobilização dos profissionais da rede estadual, que saíram para as ruas para denunciar as mentiras do governador Sérgio Cabral e as tentativas dele de destruírem o nosso plano de carreira resultaram numa vitória parcial do movimento. Depois da pressão da categoria e da direção do sindicato, que negociou com os líderes das bancadas da Alerj e com representantes da área econômica do governo estadual, os partidos decidiram por unanimidade colocar na pauta de votação um substitutivo ao projeto original do governador, que contempla algumas das reivindicações da categoria. Logo após a votação no plenário, o Sepe promoverá uma assembléia geral para a categoria avaliar se o substitutivo proposto pelas bancadas contempla as reivindicações da categoria.

Neste momento, o plenário da Assembléia Legislativa está votando este substitutivo que, segundo o deputado Paulo Mello, líder do governo na Alerj, foi elaborado durante o final de semana e no feriado e é um resultado da pressão da rede estadual e do consenso das bancadas da Alerj de que seria impossível colocar em votação o projeto original. Dentre as modificações contidas no novo projeto que está sendo votado, destacamos as seguintes alterações:

– manutenção dos 12% entre os níveis, o que mantém intacto o plano de carreira da educação estadual.

– a incorporação do Nova Escola continuará com o prazo de seis anos para ser totalizada, mas os cálculos sobre os vencimentos serão realizados com os 12% entre os níveis e, não mais, sobre os 7,5% propostos no projeto de lei antigo (em breve, o sindicato vai disponibilizar a nova tabela de vencimentos, já calculada com a manutenção dos 12%);

– foram mantidos no substitutivo os adicionais para os professores que tenham mestrado e doutorado;

– os funcionários administrativos terão incorporados R$ 150,00 de imediato da gratificação do Nova Escola (o que aproxima o piso da categoria ao salário mínimo);

– o governo se comprometeu a publicar decreto com uma gratificação para os animadores culturais (não foi informado o valor), informou o deputado Paulo Mello (PMDB), líder do governo na Alerj;

– Paulo Mello também informou, que o governo se comprometeu (mas não garantiu) em criar um plano de carreira específico para os profissionais de educação que trabalham em regime de 40 horas.

Infelizmente, a tropa de choque atacou os professores na escadaria da Alerj, ferindo cerca de 16 pessoas (segundo o Jornal Nacional) entre professores e jornalistas que cobriam a manifestação.

Anúncios
Posted in: Educação